quarta-feira, 13 de julho de 2016

Eu não devia


Fútil


Nuvens

Mesmo se as flores que a colina veste,
amanhã venha o granizo arrasar,
com uma fúria rude e agreste,
o Sol vai continuar a levantar.

Mesmo que faltem-te as forças vitais,
as doenças venham pra te derrubar,
e de melhoras não vejas sinais,
o Sol vai continuar a levantar.

Mesmo que penses estar derrotado,
e as nuvens não queiram se dissipar,
lembre-se: atrás deste tempo nublado,
o Sol vai continuar a levantar.

Breno Sarranheira.





Imagem: rarewallpapers.com

Inevitável


Eis que estas mágoas, tristezas e dores,
são regressadas com seus mil horrores.
Mas mesmo assim eu tentei me conter,
pois não queria as voltar a escrever.


Eis que esta vida não quer me dar paz,
pois toda alegria que tenho é fulgaz.
Mas mesmo assim eu tentei me conter,
pois eu não queria novamente escrever.

Mas ao crescer esta enorme pressão,
não consegui prender meu coração.
Tive que a pena e o caderno reaver,
pros sofrimentos voltar a escrever...

Breno Sarranheira.

Coração roubado

Enquanto estava bastante distraído,
aproveitou-se ela da situação,
e ao dar-me conta, eu já o tinha perdido,
ela roubara, sim meu coração.

Fui procurá-la e quando eu a encontrei,
disse-me assim com um olhar constrangido:
"Juro que quando o levei não pensei
que isto era seu, ou teria devolvido."

"Isto não tem como mais consertar,
ele é só teu e já de mais ninguém.
Só o que me resta agora é me vingar,
por isso eu vou roubar o teu também!"

Breno Sarranheira





Imagem: santoantoniomeajuda.blogspot.com

Quase


Eis que eu estava iniciando o meu dia,
quando disseram: "Levanta, já é hora".
Mas não entendiam quando eu pois lhes dizia:
"Não vale a pena, estou quase indo embora"


Mais tarde vieram também perguntar:
"Por que não vens ver as nuvens cá fora?"
Tive que então novamente explicar:
"Não vale a pena, estou quase indo embora"

Até chegaram mesmo a me indagar:
"Não queres ser tão feliz como outrora?"
e isto foi tudo o que pude falar:
"Não vale a pena, estou quase indo embora"

Breno Sarranheira

Imaginação


Em noites belas de luar majestoso,
Longos passeios nos campos nós damos,
E em seu olhar que é tão meigo e bondoso,
Vejo o mais puro do amor dos humanos.


Enquanto as nuvens no céu vão passando,
Formam imagens de nossos anseios,
Meu coração vai então se inundando,
Só de alegria e sem quaisquer receios.

Eis que tudo isso fazemos nós dois,
Ou pelo menos é o que aos céus eu clamo,
Pois estou sempre a deixar pra depois,
Para dizer-lhe o quanto que eu a amo.

Breno Sarranheira.

Triste


É triste quando nas nossas memórias,
não há registo nem mesmo lembrança,
que nos redima das mágoas inglórias
que há nesta vida, que nos dê esperança.


É triste não ter a quem segredar,
aquilo que vai-te no coração.
Ter de sofrer ver qualquer um amar,
e continuar nesta vil solidão.

Breno Sarranheira.

Passar


Passa o dia,
passa o tempo,
passa o instante,
passa o momento.


Passa a vez,
passa a hora,
passa a chance
e vai-se embora.

Passa o carro,
passa o avião,
passa o amor,
passa a paixão.

Passa tudo nesta vida,
e só disso é que há certeza,
tudo o resto vai passar,
só não passa essa tristeza.

Breno Sarranheira 23-06-2016
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...