domingo, 2 de novembro de 2014

Andorinha

Eu vi uma andorinha,
deitada na estrada,
coitada tão sozinha,
e com a asa quebrada.

Quem ia quem vinha,
não, ninguém fazia nada.
Mas vida ela ainda tinha,
e eu a quis ver curada.

Fui ver a sua asinha,
que tava machucada,
e para a alegria minha,
sim, iria ser sarada.

Eis que esta ave meiguinha,
não canta de magoada,
mas o dia se avizinha,
pois ela é muito amada.

Minha linda avezinha,
por mim tão estimada,
não fiques tão tristinha,
pois és muito apreciada.

Breno Sarranheira.

Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCgxeH_WQ9OGcoQ4IaAMI3eg

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...