sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Fardo

Eis que eu andava com dificuldade,
arrastando um fardo muito pesado,
e por estarem com curiosidade,
passei a ser por eles indagado:

"A que se deve este fardo bizarro,
que nem sei se choro ou se tiro sarro?"
"Já nem mesmo eu sei onde é que o fizeram.
Não lembro se eu o tinha ou se mo deram."

"E sabes ao menos se o fardo é teu,
ou se outra pessoa que to concedeu?"
"Eu também não sei a quem pertencia,
mas penso que fora de outrem um dia."

"Mas diga-me então o por que o levas,
por que tu não o largas e assim te elevas?"
À esta pergunta não tive resposta.
Por que eu levava este fardo nas costas?

"Esta questão eu não sei explicar,
pois nem mesmo eu sequer sei a razão.
Só sei que eu não o consigo largar,
eu não consigo pousá-lo no chão."

Breno Sarranheira.

Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCgxeH_WQ9OGcoQ4IaAMI3eg

Imagem: timeshighereducation.co.uk


domingo, 2 de novembro de 2014

Andorinha

Eu vi uma andorinha,
deitada na estrada,
coitada tão sozinha,
e com a asa quebrada.

Quem ia quem vinha,
não, ninguém fazia nada.
Mas vida ela ainda tinha,
e eu a quis ver curada.

Fui ver a sua asinha,
que tava machucada,
e para a alegria minha,
sim, iria ser sarada.

Eis que esta ave meiguinha,
não canta de magoada,
mas o dia se avizinha,
pois ela é muito amada.

Minha linda avezinha,
por mim tão estimada,
não fiques tão tristinha,
pois és muito apreciada.

Breno Sarranheira.

Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCgxeH_WQ9OGcoQ4IaAMI3eg

sábado, 1 de novembro de 2014

Farsa

Um dia meu coração me falou:
"Mas o que é isto que me estás fazendo?
Não basta todo o mal que me causou?
Insistes que eu continue sofrendo?"

Esta declaração mui me espantou,
e eu respondi: "O que estás tu dizendo?
Que foi que aconteceu que te amargou,
para que digas algo tão horrendo?"

"A Vida sob os seus pés me calcou,
me espancando com um furor tremendo.
Mas pior do que isto que já se passou,
é continuar o que sinto escondendo".

O que me disse então me emocionou,
e disse-lhe em resposta: "Eu entendo.
Mas eu te peço, se até aqui chegou,
siga um pouco mais a farsa mantendo".

Breno Sarranheira.

Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCgxeH_WQ9OGcoQ4IaAMI3eg

Limite

Que mais posso eu dizer?
Pois já foi tudo dito...
Que mais posso escrever,
Pois já foi tudo escrito...

Que mais vou declamar?
Sentimento maldito...
Que mais vou presenciar?
Tudo me deixa aflito...

Que mais vou suportar?
Meu tormento é infinito...
Irão me resgatar?
Eu já não acredito...

Breno Sarranheira

Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCgxeH_WQ9OGcoQ4IaAMI3eg
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...