quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Liberdade

Liberdade preciosa qual marfim,
liberdade valiosa veio a mim.
Liberdade de tudo o que mal me fazia,
liberdade de toda a tristeza e agonia.

Sou livre pra ter de novo alegria,
pra viver como há muito eu não vivia.
Livre pra curar o meu coração,
pra ter minha paz de volta então.

Livre quero sim, continuar a ser,
ainda que isso me possa custar.
Melhor à ninguém amor conceder,
do que à pessoa errada vir a amar.

- Celso Santos

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook: https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=br_rs

Grato por ler.

Imagem: dambreaker.wordpress.com



Foto: Liberdade

Liberdade preciosa qual marfim,
liberdade valiosa veio a mim.
Liberdade de tudo o que mal me fazia,
liberdade de toda a tristeza e agonia.

Sou livre pra ter de novo alegria,
pra viver como há muito eu não vivia.
Livre pra curar o meu coração,
pra ter minha paz de volta então.

Livre quero sim, continuar a ser,
ainda que isso me possa custar.
Melhor à ninguém amor conceder,
do que à pessoa errada vir a amar.

- Celso Santos

Curta, comente e compartilhe. Visite nosso blog:
http://dizendoamente.blogspot.com.br/

Grato por ler.

Imagem: dambreaker.wordpress.com

2 comentários:

  1. Lindo poema. Tu és poeta de corpo e alma. Romântico, tuas "palavras" são perfumadas, cheias de cores, sabores, que encantam e nos convidam a sempre te visitar. Bom final de
    noite. Sou fãzona da sua Mamis. Abço. Já to te seguindo. C.Regina Santos.
    http://reginasantos09.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigado querida Celia, não imagina o quanto alegrou o coração esse teu elogio tão magnífico, deixou-me sem palavras. Obrigado também pelo carinho pela minha mãe. Nunca vou esquecer que voce foi a minha primeira seguidora!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...