sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Jardim

O meu jardim outrora bem cuidado,
cheio das mais lindíssimas das flores,
tornou-se um árido ermo desolado,
arruinado por mui falsos amores.

Muitas mulheres já nele passaram,
e as minhas flores foram acabando.
Umas eu lhes colhi e elas levaram,
outras as foram logo pisoteando.

Ó pobre jardim de meu coração,
chego mesmo a acabar por olvida-lo.
Que diferença tem dar-lhe atenção,
se ninguém faz questão de visita-lo?

Breno Sarranheira.

Visite o nossa página: Dizendo a Mente

Imagem: savprocasp.blogspot.com



1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...