sábado, 30 de agosto de 2014

Resposta

Bradei aos altos céus e perguntei:
"Ó pai! Por que me tens por inimigo?
Me diga qual das tuas leis eu quebrei,
pra que eu mereça tamanho castigo.

Pai, não te importas do meu sofrimento?
Minhas lágrimas são rios a correr,
tal a grandeza deste meu tormento."
Mas ele continuou sem responder.

"Pai, diz-me só quando vai acabar,
a hora de meu livramento ter,
pra que eu possa esperança cultivar."
Mas ele continuou sem responder.

"Pai, eu não posso isto mais suportar,
já perdi todo o meu gosto em viver.
Por que não vem duma vez me matar?"
Mas ele continuou sem responder.

Breno Sarranheira

Visite nossa página: Dizendo a Mente

Imagem: gointotheworld2012.wordpress.com



sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Jardim

O meu jardim outrora bem cuidado,
cheio das mais lindíssimas das flores,
tornou-se um árido ermo desolado,
arruinado por mui falsos amores.

Muitas mulheres já nele passaram,
e as minhas flores foram acabando.
Umas eu lhes colhi e elas levaram,
outras as foram logo pisoteando.

Ó pobre jardim de meu coração,
chego mesmo a acabar por olvida-lo.
Que diferença tem dar-lhe atenção,
se ninguém faz questão de visita-lo?

Breno Sarranheira.

Visite o nossa página: Dizendo a Mente

Imagem: savprocasp.blogspot.com



terça-feira, 26 de agosto de 2014

Pressentimento

Por cima de meu ombro ela murmura,
e nem se importa que em meu coração,
ainda exista uma fresca atadura,
que já me serve mui bem de lição.

Sinto-a aproximar-se lentamente,
com passos de trovão a ribombar.
Sei muito bem o quanto ela é inclemente,
pois já quase me acabou por matar.

Co'as últimas forças do corpo meu,
"Quem está aí?", me atrevi a perguntar,
e em minha mente a voz respondeu:
"A depressão, voltei pra te buscar!"

Breno Sarranheira

Dizendo a Mente

Imagem: mps.mpsomaha.org



sábado, 23 de agosto de 2014

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Our greatest obstacles are our own fears. Once overcame, everything is possible.

- Breno Sarranheira.
Nossos maiores obstáculos são nossos próprios medos. Uma vez vencidos, tudo é possível.

- Breno Sarranheira

Sem tinta

Enquanto as minhas rimas redigia,
tentando usar muito amor e paixão,
acaba a tinta com que eu as fazia,
e fui procurar em meu coração.

Mas gota alguma de tinta haveria,
nem que o destilasse por todo o dia.
Eis o que me explicou o professor,
muito entendido de poemas e amor:

"Como é que esperas poder escrever,
ou qualquer coisa bela vir a criar,
se o teu coração não deixas bater,
e já não te permites mais amar?"

"Mas professor, não quero mais sofrer,
que o meu coração seja maltratado."
"Tolo! Não consegues tu perceber,
que assim só pioras o teu próprio estado?

O coração tem que se emocionar,
é indiferente se sofres ou não.
Tudo o que importa é continuar a amar,
ou lá se vai a tua inspiração."

- Breno Sarranheira

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook: Dizendo a Mente

Grato por ler.

Imagem: shutterstock.com


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Liebster Award



Bom dia caros leitores do Dizendo a Mente.

É com grande prazer que informo que o Dizendo a Mente recebeu o Liebster Award, um prêmio atribuído a blogs com menos de 200 seguidores, para impulsionar seu crescimento. Para aceitar o prêmio, o blogger deve:

1. Postar a imagem do prêmio em seu próprio blog (imagem acima).
2. Responder às 11 perguntas feitas pelo blogger que o nomeou.
3. Nomear entre 4 a 11 blogs com menos de 200 seguidores para responder a 11 perguntas à sua escolha.
4. Como é lógico, não pode nomear de volta o blogger que o nomeou.
5. Deve informar o blogger que o nomeou das suas nomeações, e fornecer um link para ele ver os detalhes.
6. Comentar no blog do blogger que o nomeou para que ele possa ver suas respostas.

Quem me concedeu o prêmio foi a minha caríssima Celia Regina Santos, criadora do blog RE & ARTEIRICES. Façam-lhe uma visitinha, vale a pena pois ela é muito simpática e amorosa e vai retribuir o vosso carinho.

Chega de apresentações. Vamos às perguntas:

1) Acredita que exista vida após a morte?
Não. Acredito que nossa vida é única.

2) Quem você convidaria para passar com você, a última noite do mundo,  no tão temido fim do mundo?
Alguém que me amasse.

3) Quais são os seus 05 filmes preferidos de todos os tempos? Você os assistiria mais que 05 vezes?
Essa é difícil pois eu adoro filmes e escolher 5 é complicado. Minha lista acho que conteria: A Origem, Lista de Schindler, Braveheart, Die Hard 4.0 e Reino dos Céus. Assistiria a qualquer um desses mais que 5 vezes com certeza.

4) Imaginas viver sem a internet, celular, tv a cabo, e toda a parafernália tecnológica existente?
Já pensei nisso muitas vezes e a ideia até me parece atrativa. Iria ser difícil de se acostumar no início, mas depois não sentiria falta. Os humanos foram feitos para socializarem e a tecnologia às vezes dificulta isso, por incrível que pareça.

5) Que música marcou a sua vida? E no que ela o mudou?
Como já disse antes, é difícil escolher UMA dentre tantas. Houve muitas músicas que foram importantes para mim, mas uma das mais marcantes foi "Happy" de Pharell Williams. Esta música me ajudou quando eu estava deprimido. Sempre que a ouço eu fico logo mais feliz, nem que seja só um pouco, mesmo que esteja muito triste.

6) Se pudesse viajar no tempo e voltar no passado, o que você mudaria?
Se fosse na minha vida pessoal, acho que corrigiria alguns erros. Se bem que muitas vezes os erros nos ensinam muito, mas mesmo assim, o sofrimento por causa deles torna a ideia tentadora. Se fosse na história em geral, eu salvaria os manuscritos da biblioteca de Alexandria.

7) Gosta de fazer novos amigos?
Sempre. Homens, mulheres, crianças e idosos. Amigos nunca são demais.

8) Sua opinião sobre amizade virtual?
É benéfica, como qualquer outra amizade. No entanto, acho que uma amizade deve sempre ser nutrida por contato físico, senão não desfrutamos plenamente dela.

9) você seria capaz de morrer por alguém? Quem?
Pela minha família.

10) Qual seu estilo musical preferido?
Sou eclético, gosto de quase todos os estilos. Depende do que eu quiser ouvir no momento.

11) Se alguém que você estivesse iniciando um relacionamento, mas já gostasse muito dele (la)  e esta pessoa só ouvisse(sempre) um genêro musical,que você detestasse. O que você faria?
Pediria para que a pessoa não ouvisse suas músicas na minha presença. Se ela se recusasse, acho que não poderia manter a relação, pois não suporto ouvir músicas que detesto, principalmente de certos gêneros.

Agora estas são as minha perguntas:

1. Com que idade sofreu por amor pela primeira vez?
2. Qual foi a maior loucura que já fez por alguém que amava?
3. Qual foi a maior loucura de amor que alguém já fez por você?
3. Quanto tempo durou seu relacionamento mais curto e o mais longo?
4. Já fez poemas e/ou cartas de amor para alguém?
6. Já gostou de alguém e não lhe disse, e depois veio a saber que aquela pessoa também gostava de você?
7. Já ficou com duas pessoas ao mesmo tempo?
8. Já teve de escolher entre duas pessoas?
9. Já foi traído?
10. O que mais lhe agrada na personalidade de um potencial parceiro(a)?
11. O que mais lhe agrada no corpo de um potencial parceiro(a)?

E estas são as vítimas:

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Última vez

Nunca mais eu quero a ninguém amar,
meu coração numa bandeja dar,
a nenhuma chamar de meu amor,
tal palavra pra mim tem mui valor.

Nunca mais serei tão precipitado,
me apaixonando no primeiro olhar,
de futuro vou ser mais compassado,
meus impulsos não vão me controlar.

Mas quem é esta mulher que vem a mim,
perfume doce, qual fosse jasmim?!
Acho que vou seu nome perguntar.
Quem sabe eu vim meu amor encontrar?

- Breno Sarranheira.

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook: Dizendo a Mente
Grato por ler.

Imagem: womenzmag.com.




terça-feira, 19 de agosto de 2014

Festa

Em comemoração do aniversário do blog Pensando em Família, o Dizendo a Mente deu o seu contributo com o poema sobre a família que se segue, segundo as regras da festinha :) Boa leitura



Minha família

Da minha mãe o otimismo eu busquei,
como também um pouco de auto-estima,
vê-la abatida eu nunca suportei,
em face de tudo ela se reanima.

Já de meu pai aquilo que eu herdei,
foi moderação e sabedoria,
as suas lições eu assimilei,
e tento aplicar em meu dia-a-dia.

Com as irmãs eu partilho alegria,
mui brincadeiras e felicidade,
os nossos dias são pura folia,
e sempre temos dos outros saudade.

Minha família é meu contentamento,
a nossa união é mais do que sagrada,
e eu não pensaria em nenhum momento,
afastar-me dela, não, nem por nada.

- Breno Sarranheira.

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook:
https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=hl

Grato por ler.

Imagem: arquivo pessoal.


segunda-feira, 18 de agosto de 2014

#Tag/11 Perguntas sobre mim


Olá leitores do Dizendo a Mente.

Fui convidado pela minha prima, Madalena Sarranheira, a participar da #Tag/11 perguntas sobre mim. Ela também possui um blog em conjunto com a minha tia Sónia Sarranheira, chamado Vida de uma Adolescente, link http://teensfashionloom.blogspot.pt/, onde falam sobre vários assuntos pertinentes a essa fase da vida, tais como moda e família, juntamente com artesanato e culinária. Vale a pena visita-las. 

Agora, vamos conferir as respostas:



1. O que você não sai de casa sem:
Não vou a lado nenhum sem minhas chaves, carteira, telefone, relógio e cinto. Nunca.

2. Qual seu animal favorito:
Como animal doméstico, gato ou cão, mas também sou fascinado por tubarões e lulas colossais.

3. Qual seu sapato favorito:
Gosto de tênis baixos, estreitos e compridos, com atacadores/cadarços elásticos, que não precisam atar pois facilitam bastante.

4. Produto de Maquilhagem indispensável:
Essa não é para mim já que sou homem. Acerca das mulheres, acho bonito um pouco de rímel e batom vermelho.

5. Qual o seu maior sonho:
Viver na Alemanha, casar e ter um casal de filhos. Mas isso dos filhos e casamento é só para daqui uns 10 anos.

6. Qual é o seu maior defeito:
Quando ponho uma coisa na cabeça é difícil mudarem minha opinião.

7. O que te irrita nas pessoas:
Impaciência, egoísmo, indiscrição, altivez e grosseria.

8. Qual sua comida favorita:
Hambúrguer, pizza, hot-dog, lasanha, torta/tarte de limão, pudim de leite, etc. Tudo o que faz mal XD

9. Doce ou Salgado:
Não me façam escolher kkk

10. O que te deixa feliz:
Apreciar a beleza da vida, até nas coisas mais pequenas.

11. Escolha 5 blogs para fazer essa tag:

3. http://sirlenelacerda.blogspot.pt/ Sirlene Lacerda (minha tia)
5. https://www.facebook.com/HelenaArtesanatos17 Helena Artesanatos

Você foi embora

Você foi embora e nem disse adeus,
fiquei pensando "que fiz ó meu Deus?",
recontorcendo-me em pura agonia,
sonhando em ter minha resposta um dia.

Você foi embora sem vacilar,
nem sequer mesmo esboçou emoção.
O teu coração nem veio a pesar,
ou será que foi só a minha impressão?

Você foi embora sem se importar,
e o que me custou não foi a partida,
mas saber que nunca me vieste a amar,
enquanto eu te amei mais que a própria vida.

- Breno Sarranheira.

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook:

https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650

Imagem: vincentmars.com



sábado, 16 de agosto de 2014

Aquarela da vida

Sentado a contemplar a vida eu estava,
notando como é doce, como é bela,
não entendo como eu não enxergava,
a beleza de toda esta aquarela.
Já há muito que por mim ela gritava,
e eu nunca tinha posto os olhos nela.
Uns dizem que por ser muito teimoso,
enquanto outros que foi por ser medroso.

Seja o que for que eu antes esperava,
o que importa é que agora ela me encanta,
e aquele lobo que somente uivava,
tornou-se rouxinol belo que canta.
Pois a dor que em meu peito carregava,
venceu-lhe a alegria que tornou-se tanta.
Por isso aos altos céus eu agradeço,
pois sei muito bem que isto é só o começo.

De hoje em diante vou pensar diferente,
as tristezas não vão me dominar,
co'amargura não vou ser complacente,
de alegria irei meu poema adornar.
Do espectro celestial e reluzente,
todas as gamas quero sim usar,
à minha poesia dar cheiro e sabor,
tempera-la de vida e muito amor.

- Breno Sarranheira

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook: https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650

Imagem: shutterstock.com




quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Promessas

Prometa alegrar-me em minhas tristezas,
quando abatido, me fazer sorrir,
reconfortar-me em minhas incertezas,
e por coisas tolas não discutir.

Prometa enfrentar as dificuldades,
todos obstáculos superar,
sentir minha falta, sentir saudades,
e sempre querer ao meu lado estar.

Prometa teus esforços não medir,
e com todas tuas forças trabalhar,
pra que possamos sucesso atingir,
e então nosso futuro conquistar.

Prometa abrir-me sim, teu coração,
amar-me com todas tuas energias,
empenhar-te a sério na relação,
pra que eu seja feliz todos os dias.

E agora só ficou uma restante.
De tudo o que podias me prometer,
prometa aquilo que é mais importante:
promessas falsas nunca me fazer.

- Breno Sarranheira.

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook:

https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=hl

Grato por ler.

Imagem: fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net


 Foto: Promessas

Prometa alegrar-me em minhas tristezas,
quando abatido, me fazer sorrir,
reconfortar-me em minhas incertezas,
e por coisas tolas não discutir.

Prometa enfrentar as dificuldades,
todos obstáculos superar,
sentir minha falta, sentir saudades,
e sempre querer ao meu lado estar.

Prometa teus esforços não medir,
e com todas tuas forças trabalhar,
pra que possamos sucesso atingir,
e então nosso futuro conquistar.

Prometa abrir-me sim, teu coração,
amar-me com todas tuas energias,
empenhar-te a sério na relação,
pra que eu seja feliz todos os dias.

E agora só ficou uma restante.
De tudo o que podias me prometer,
prometa aquilo que é mais importante:
promessas falsas nunca me fazer.

- Breno Sarranheira.

Curta, comente e compartilhe. Visite nosso blog:
http://dizendoamente.blogspot.com.br/

Grato por ler.

Imagem: fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net

Hoje choveu aqui?

Com a cara mais deslavada,
do que a terra toda molhada,
que eu perguntei-lhe quando a vi:
"Hoje choveu aqui?".

E foi com esta pergunta tola,
que nos viemos a conhecer,
e não paramos de conversar,
nem mesmo após o anoitecer.

Mas pergunta muito mais séria,
no dia seguinte eu fiz a ela.
Com muito frio no umbigo,
disse-lhe eu: "Quer namorar comigo?".

Juro que fiquei fora de mim,
quando ouvi ela dizer que sim.
Finalmente tinha encontrado,
alguém pra amar e ser amado.

Todos os dias foram só alegria,
que não sei se terei de novo um dia.
Tanto amor, felicidade e magia.
Muito grato minha querida Bia!

- Breno Sarranheira

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook:

https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=hl

Grato por ler.

Imagem: anasahmed.wordpress.com


 Foto: Hoje choveu aqui?

Com a cara mais deslavada,
do que a terra toda molhada,
que eu perguntei-lhe quando a vi:
"Hoje choveu aqui?".

E foi com esta pergunta tola,
que nos viemos a conhecer,
e não paramos de conversar,
nem mesmo após o anoitecer.

Mas pergunta muito mais séria,
no dia seguinte eu fiz a ela.
Com muito frio no umbigo,
disse-lhe eu: "Quer namorar comigo?".

Juro que fiquei fora de mim,
quando ouvi ela dizer que sim.
Finalmente tinha encontrado,
alguém pra amar e ser amado.

Todos os dias foram só alegria,
que não sei se terei de novo um dia.
Tanto amor, felicidade e magia.
Muito grato minha querida Bia!

- Breno Sarranheira

Curta, comente e compartilhe. Visite nosso blog:
http://dizendoamente.blogspot.com.br/

Grato por ler.

Imagem: anasahmed.wordpress.com
Caros leitores do Dizendo a Mente, gostaria de fazer um anúncio muito importante.

Como muitos de vocês sabem, eu sou filho da artesã muito conhecida criadora do Emporium Sarranheira, Irene Sarranheira, que é casada com meu pai, Sérgio Sarranheira.

Por muito tempo eu assinei minhas obras como Celso Santos, pois estes são o meu primeiro e último nome.

De hoje em diante no entanto, passarei a assinar meus textos como Breno Sarranheira, já que Breno foi o nome escolhido para mim pela minha mãe, sendo este o meu segundo nome, e Sarranheira o nome de família.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Liberdade

Liberdade preciosa qual marfim,
liberdade valiosa veio a mim.
Liberdade de tudo o que mal me fazia,
liberdade de toda a tristeza e agonia.

Sou livre pra ter de novo alegria,
pra viver como há muito eu não vivia.
Livre pra curar o meu coração,
pra ter minha paz de volta então.

Livre quero sim, continuar a ser,
ainda que isso me possa custar.
Melhor à ninguém amor conceder,
do que à pessoa errada vir a amar.

- Celso Santos

Curta, comente e compartilhe. Visite nossa página no facebook: https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=br_rs

Grato por ler.

Imagem: dambreaker.wordpress.com



Foto: Liberdade

Liberdade preciosa qual marfim,
liberdade valiosa veio a mim.
Liberdade de tudo o que mal me fazia,
liberdade de toda a tristeza e agonia.

Sou livre pra ter de novo alegria,
pra viver como há muito eu não vivia.
Livre pra curar o meu coração,
pra ter minha paz de volta então.

Livre quero sim, continuar a ser,
ainda que isso me possa custar.
Melhor à ninguém amor conceder,
do que à pessoa errada vir a amar.

- Celso Santos

Curta, comente e compartilhe. Visite nosso blog:
http://dizendoamente.blogspot.com.br/

Grato por ler.

Imagem: dambreaker.wordpress.com

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

To suffer for love is bad, but what frightens me the most is to think that because of all this suffering, one day perhaps I won't be able to love anymore.

- Celso Santos
Sofrer por amor é ruim, mas o que mais me assusta é pensar que por causa de todo este sofrimento, um dia talvez eu já não consiga amar.

- Celso Santos

Changing

Sometimes we get bored with life and think that it is monotonous. Nothing could be further from the truth.

Each moment, each second is unique and different from the previous. The environment changes, the weather changes, the climate, and even what we thought that was impossible to change, ourselves, change.

Personal change however, isn’t always good. Sometimes we become that which we never thought we would be, and sometimes even that which we despised.

Change also always has a cause. Be it something, someone or even a thought, there’s always a reason for the triggering of change. Sometimes something as simples as watching the rain can initiate metamorphosic thoughts.

Changing is the law of life. We can’t fight it nor escape it, we can only accept it. The changes of life are like the waves of the sea. They keep coming, one after the other and there’s nothing we can do about it, unless try to use them in our favour.

To conclude, I would like to refer that the day is very pleasant. I hope that doesn’t change.

- Celso Santos

Like, comment and share. Visit our facebook page: https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650

Thank you for reading.



To forget

There is a famous phrase that goes more or less like this: “Nothing engraves something so strongly in the mind than trying to forget”.

To forget. It is something apparently simple yes? Although, its power is so incommensurable that is out of the reach of us mortals. Which of us doesn’t have memories that we would like to forget? Memories that bring us regret, remorse, sadness or feelings of guilt? We all do, each one of us.

However, it wouldn’t be appropriate for us to have the power to get rid of bad memories. Why? Because such capacity could be used for nefarious ends. Imagine the horror that would follow if human beings didn’t have memories of their bad actions and of the regret that comes with them. They wouldn’t learn with their mistakes and would inexorably walk to disastrous results.

However…I confess…there are things that I intensely wished to not remember. For now, there is only one thing to do…trying to forget.

- Celso Santos

Like, comment and share. Visit our facebook page: https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650

Thank you for reading.



Hoje

Hoje vou querer, do bolo a colher,
vou ver imagens nas nuvens do céu.
Venha comigo se você puder,
levantar a tristeza como se fosse um véu.

Hoje quero rir do riso do infante,
debaixo da árvore me recostar,
e me maravilhar a todo instante,
com a beleza do sol e do luar.

Hoje sem medo vou me divertir,
que a vida nem tente me segurar.
Vou brincar, pular, amar e sorrir,
nada nem ninguém vai me atrapalhar.

Hoje andarei na chuva alegremente,
sem preocupação se vou me molhar,
pois da vida tive enorme presente,
saber que já me vieram sim, a amar.

- Celso Santos

Curta, comente e compartilhe. Visite a nossa página no facebook: https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650

Grato por ler.

Imagem: univitelinas.com.br



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...