sábado, 24 de maio de 2014

Dor sem fim

O brilho de meus olhos se apagou,
a minha voz por fim se silencia,
meu coração também já se murchou,
não aguentando mais esta agonia.

Pois todos os dias eu sou torturado,
com o peso de toda a alegria alheia,
pelos casais brutalmente humilhado,
invejando o amor que minha alma anseia.

Sujeitado à tristeza e à solidão,
minha força as poucos se desfalece,
trancado nesta maldita prisão,
a grande mágoa que a mente não esquece.

Como é que pode tanto sofrimento,
vir de um simples, mero amor acabado?
Quando é que acabará este tormento?
Eu já não devia te-lo superado?

Mas quem sabe não seja mesmo assim,
o que acontece com o primeiro amor?
Para que saibamos que a alegria tem fim,
e só o que realmente perdura é a dor.

Curta, comente e compartilhe. Grato por ler.

Imagem: vagalume.com.br/peter-doherty/broken-love-song.html



Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...