terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Presente



Não sei porque esse teu olhar pede,
aquilo que já deverias ter,
e de teu doce palato procede,
mágoa que não devias conhecer.

Anseio que possas te apossar,
da felicidade que te é devida,
que a alegria que te foram roubar,
seja por ti novamente sentida.

Que possas tua beleza ostentar,
qual medalha de batalha aguerrida,
com tua inteligência me espantar,
a cada declaração proferida.

Com tuas palavras me emocionar,
únicas que meu coração escuta,
e com o teu saber me silenciar,
pois até mesmo minha alma perscruta.

Espero que gostes desse teu presente,
minha amiga muitíssimo amada,
quero que saibas que eternamente,
em meu coração terás morada.

Para uma amiga...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...