sexta-feira, 19 de abril de 2013

Olhar para trás

 

                Olhar para trás. É como coçar uma picada de um inseto. Sentimos uma vontade incontrolável de o fazer e quando por fim o fazemos, a vontade só aumenta. É como se tentássemos tirar uma foto da pessoa com os nossos olhos. Inconscientemente nos convencemos de que se a olharmos vezes o suficiente, formaremos uma imagem mental a qual podemos recorrer sempre que queiramos recordar a tal pessoa.
                Olhar para trás é um elogio. Usamos uma porção do nosso tempo e da nossa atenção única e exclusivamente para nos maravilharmos com a imagem de alguém.
                Olhar para trás é uma arte. Há que ser feita com graciosidade e destreza para não estragar o momento, principalmente se para a nossa sorte o olhar for correspondido. Pode-se até mesmo expressar o amor que sentimos por outra pessoa por olhar para trás.

 

                Olhar para trás é um jogo. As regras são: espere alguns segundos após passar pela pessoa, olhe poucas vezes, por poucos segundos. No entanto, sabemos muito bem que muitas vezes não seguimos as regras.
                Olhar para trás é um mistério. Nunca sabemos se a outra pessoa também olhou, a não ser que a vejamos fazer isso. Ainda assim, ficam outras dúvidas no ar. A quanto tempo ela me olhava? Quantas vezes olhou? Por que?

                Bem, esse foi o tema de hoje, espero que tenham gostado. Se quiserem mandar-me mensagens sintam-se à vontade, farei os possíveis para responder-vos a todos. Também podem sugerir temas para posts futuros.

                E você? Já olhou para trás hoje? A outra pessoa também olhou? Quem sabe? Talvez ela o tenha feito, talvez até mesmo antes que você, talvez mais vezes, por mais tempo, e você nunca ficará sabendo...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...