terça-feira, 30 de abril de 2013

Random question of the day


What is the message behind the poem "Conversation on the banks of the Styx"?

Pergunta aleatória do dia

Qual o significado do poema "Conversa às margens do Estige"?

Impetuoso

Ó verme infame, porque confiaste,
e a tão grande amor te entregaste?
Tu mesmo cavaste esta sepultura,
terás pois, dor eterna e sem cura.

Junta agora os cacos da tua mente,
fa-lo depressa, assim de repente!

Quem sabe ao correr não aprendes a andar,
e enlouquecendo, a raciocinar?

Mergulha, mesmo sem saber nadar,
e caso na água te venhas a afogar,
pelo menos dela pudeste desfrutar...

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Random question of the day

If you could go back in time to witness any historical event, which would it be?

Pergunta aleatória do dia

Se pudesse voltar atrás no tempo para presenciar qualquer evento histórico, qual seria?

Apologies

I apologize for not having posted anything today. I have been really busy preparing my return to Brazil, gathering documents, seeing what I have to do, going where I need to go, it has been real mess, I was out for most of the day. I hope that until the end of this week it is all over. My most sincere apologies.

Desculpa

Peço desculpa por não ter havido nenhum post. Tenho estado muito ocupado a preparar a minha ida para o Brasil, tenho de reunir documentos, ver o que tenho de fazer, ir onde tenho de ir, tem sido uma grande correria, hoje estive fora de casa quase o dia todo. Espero que até o fim dessa semana esteja tudo pronto. Minhas mais sinceras desculpas.

domingo, 28 de abril de 2013

Random question of the day

What was your first job?

Pergunta aleatória do dia

Qual foi seu primeiro emprego?

The truth

                Today was a sunny day. That is true depending on where you live. But that is too simple. What about abstract concepts?


                A person thinks he is prosperous because has millions in his bank account, another thinks he is prosperous because can pay his bills on the end of the month and manages to keep and infimum amount of his salary. Which one is right? That can't be determined because what matters is how the person feels. It is even possible that the person who has less feels more prosperous than the one who has much.

                What if someone says that people are kind but another disagrees and says that people are cruel? Before answering who is saying the truth, consider this: the first one has received a kidney transplant from a mere acquainted, while the other one has been robbed, beaten and humiliated. Aren't they both telling the truth? Yes, because on the basis of their personal experiences that is true for them.

                The "truth" is that the truth is a mental concept, non existent in the fisical world. What we consider to be truth is nothing more than a colective mental concept, that is, what we and the people of our culture around us consider to be truth. The truth varies according to the culture and period in history that we are examining.

                But one thing I know to be true: today was a sunny day wasn't it?

A verdade

                Hoje foi um dia ensolarado. Isso é verdade dependendo de onde mora. Mas isso é muito simples. Que dizer de aspectos abstractos?



                Uma pessoa acha-se próspera porque tem milhões na sua conta bancária, outra acha-se próspera porque pode pagar suas contas no fim do mês e consegue guardar uma ínfima parte do seu salário. Qual delas está certa? Isso não pode ser determinado pois o que importa é como a pessoa se sente. É até mesmo possível que tem menos bens materiais sinta-se mais próspera do que a que tem mais.

                E se alguém diz que as pessoas são bondosas mas outra discorda e diz que as pessoas são cruéis. Antes de responder quem está dizendo a verdade, considere o seguinte: a primeira pessoa recebeu um transplante de rim de um mero conhecido, enquanto a segunda já foi assaltada, espancada e humilhada. Não estão ambas dizendo a verdade? Sim, pois com base nas suas experiências pessoais aquela é a verdade para elas.

                A "verdade" é que a verdade é um conceito mental, não existente no mundo físico. O que consideramos ser verdade não são mais do que conceitos mentais coletivos, ou seja, o que nós e as pessoas da nossa cultura à nossa volta consideram como verdade. A verdade varia consoante a cultura e a época que se examina.

                Mas uma coisa eu sei que é verdade: hoje foi um dia ensolarado não foi?

sábado, 27 de abril de 2013

Random question of the day

What is your favorite form of art? Exemples: painting, music, literature, plastic arts, cinema, etc.

Pergunta aleatória do dia

Qual sua forma de arte preferida? Exemplos: pintura, música, literatura, artes plásticas, cinema, etc.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Random question of the day

What country would you like to visit?

Pergunta aleatória do dia

Que país gostaria de visitar?

Tumblr page

                Dizendo a Mente is now on Tumblr. Visit us at http://dizendoamente.tumblr.com/.

Página no Tumblr

                Dizendo a Mente já tem uma página no Tumblr. Visite-nos em http://dizendoamente.tumblr.com/.

Trivialities

                Have you ever taken a wrong turn while driving? Probably yes, after all it is a common mistake. What if I told you that a wrong turn has changed the face of the planet? Impossible, a lie? But it isn't.


                It happened on the town of Sarajevo, on the 28th of June, 1914. The driver of the heir to the Austrian-Hungarian Empire, the archduke Frans Ferdinand, took a wrong turn during Francis's visit of the town. After realizing his mistake, he stopped the car to analyse the situation. That put Francis Ferdinand face to face with Gravilo Princip, one of the terrorists who had planed the archduke's assassination during his visit of Sarajevo. Francis Ferdinand and his wife Sophie were shot instantly. Their deaths were the sparkle that lead to World War One. How "trivial" that wrong turn turned out to be! Of course this is an isolated incident, but it is still amazing what a small triviality was able to cause.
                The conclusion of all this? Nothing is trivial, so enjoy all moments of life, the important and the trivial ones. Never refuse a friendly talk, a hug, the chance to meet someone new. Who knows? It might change your life...
                PS: for the love of God, don't ever take a wrong turn!

Trivialidades

                Já errou uma curva ao andar de carro? Provavelmente sim, afinal isso é um erro comum. E se eu lhe dissesse que uma curva errada mudou a face do planeta? Impossível, mentira? Mas não é.


                Aconteceu na cidade de Sarajevo em 28 de Junho de 1914. O motorista do herdeiro do Império Austro-Húngaro, o arquiduque Francisco Fernando, fez uma curva errada durante a visita de Francisco à cidade. Após perceber o seu erro, parou o carro para analisar a situação. Isso pôs Francisco Fernando cara à cara com Gravilo Princip, um dos terroristas que tinham planeado o assassinato do arquiduque aquando da visita a Sarajevo. Francisco Fernando e sua esposa Sofia foram alvejados instantaneamente. As suas mortes foram a faísca causadora da 1ª Guerra Mundial. Quão "trivial" aquela curva errada veio a ser! É claro que isso foi um caso isolado, mas mesmo assim não deixa de ser espantoso o que uma pequena trivialidade pôde causar.
                A conclusão de tudo isso? Nada é trivial, por isso aproveite todos os momentos da vida, os importantes e os "triviais". Nunca recuse uma conversa amigável, um abraço, a oportunidade de conhecer uma pessoa nova. Quem sabe? Pode ser que mude a sua vida...
                PS: pelo amor de Deus, nunca erre uma curva!

quinta-feira, 25 de abril de 2013

To make plans

                To make plans. Is it a wise or futile thing to do? Life has a mean habit of frustrating the plans we make. How many times did we plan to go to the beach and it rained. How many times did we plan to make a long awaited visit to a relative or friend and couldn't?
                To plan is an ilusion. It is a mental action based on the presumption that things will happen according to our expectations. In reality, we are totally at the mercy of a multitude of variables, completely defenseless. For us to try to anticipate something is as futile as for a mouse in a maze to try to anticipate which path leads to the exit. This takes him nowhere. He doesn't have the knowledge of what lies ahead on his path and has no way to do so. The only thing he can do is keep moving foward. The same applies to us.


                If we concentrate ourselves on a future problem, we will soffer it everyday. If we concentrate in something we want on the future, we will soffer anxiety every day, and perhaps even frustration if it doesn't come to pass. After taking this into account, the complete fulfillment of our plans is such a rare thing, that to plan at all is of no value in my mind. There is a difference however between planing and preventing. To prevent, that is, to take pratical measures against future problems or unexpected situations is always a wise thing to do. That is not what I am reffering to, the point I was addressing was excessive worry.
                I must finnish this post. I had some chores planned for today, but now I'm worried that I won't be able to do them...

Planear

                Planear. Será que é sábio ou fútil de se fazer? A vida tem o hábito maldoso de frustrar os planos que fazemos. Quantas vezes não planeamos ir à praia e choveu? Quantas vezes não planeamos fazer uma visita a muito prometida a um parente ou amigo e não pudemos?
                Planear é uma ilusão. É uma ação mental baseada no pressuposto de que as coisas acontecerão de acordo com as nossas expectativas. Na realidade, estamos totalmente à mercê de uma multidão de variáveis, completamente indefesos. Anteciparmos um resultado é tão fútil para nós como seria para um rato num labirinto tentar antecipar o percurso para a saída. Isto não o leva a lado nenhum. Ele não tem conhecimento do que está a frente no seu caminho e não há como mudar isso. A única coisa que pode fazer é continuar a seguir em frente. O mesmo se aplica a nós.


                Se nos concentramos em um problema futuro, nós o sofremos todos os dias. Se nos concentramos em algo desejado no futuro, sofremos ansiedade todos os dias, e talvez até frustação caso não se concretize. No final das contas, a concretização plena dos nossos planos é tão rara, que planear a meu ver simplesmente não faz sentido. Há diferença no entanto, entre antecipar e prevenir. A prevenção, ou seja, a tomada de medidas práticas contra problemas futuros ou imprevistos é sempre uma coisa sábia a fazer. Não é a isso que me refiro mas sim à preocupação excessiva.
                Tenho que terminar esse post. Eu tinha coisas planeadas para hoje, mas agora estou preocupado que já não as possa fazer...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Great news

                Dizendo a Mente now has it's own e-mail address. You may contact us at dizendoamente@hotmail.com. Leave your opinion, make comments, suggest subjects for future posts ou simply leave a message. I hope to hear from you soon.

Grandes novidades

                Dizendo a Mente agora tem seu próprio e-mail. Pode nos contactar em dizendoamente@hotmail.com. Deixe a sua opinião, faça comentários, sugira temas que desajava que fossem abordados em posts futuros ou simplesmente mande uma mensagem. Espero ter notícias vossas.

Thank you

                To everyone that with their care and support helped Dizendo a Mente take it's first steps, to all who liked, read and shared: I'm indebted to all of you. Thank you all very much.

Obrigado

                A todos que com seu apoio e carinho ajudaram o Dizendo a Mente a dar os seus primeiros passos, a todos que curtem, leem e partilham: estou em dívida para com todos vocês. Muito obrigado.

Random question of the day

How old are you?

Pergunta aleatória do dia

Qual a sua idade?

Saudade

                Saudade. It is a powerful word. I was once told that it is exclusive to the portuguese language, originated from the Age of Discovery. It is said that it was used to define the profound loneliness that the coloners endured in a far away land and the pain that they felt for those that had been left behind.


                If that is true, then I pity does who don't speak portuguese. They don't have the appropriate expression for the feeling we have when we are a continent away from those we love. Or for when what separates us from them isn't distance in space but in time, on those cases where they have already fallen asleep in death.


                Saudade is like thirst, it exists for our protection. It impedes us from being away from our loved ones too much. Also, just like thirst, it must be satiated, otherwise we would start to languish and would eventually die. Allthough "saudade" isn't an universal term, the feeling it represents is. We all have already either felt it or been a reason for other to feel it. Now excuse me for I'm going to talk to my father online. I have "saudades" of him.

Saudade

                Saudade. É uma palavra poderosa. Uma vez disseram-me que essa palavra é exclusiva da língua portuguesa, originada aquando dos descobrimentos portugueses. Diz-se que era usada para definir a profunda solidão que os colonos suportavam numa terra longínqua e a dor que sentiam pela falta daqueles que tinham ficado para trás.


                Se isso é verdade, sinto pena daqueles que não falam português. Eles não têm uma expressão adequada para o sentimento que se têm quando estamos a um continente de distância daqueles que amamos. Ou quando o que nos separa deles não é a distância no espaço mas sim no tempo, caso já tenham adormecido na morte.


                A saudade é como a sede, existe para a nossa proteção. Ela impede que nos afastemos demais de nossos entes queridos. Assim como a sede, ela deve ser saciada, caso contrário começaríamos a definhar e por fim morreríamos.
                Embora "saudade" não seja uma palavra universal, o sentimento que representa é. Todos nós já a sentimos ou fomos motivo para outros a sentirem. Agora com licença pois vou falar com meu pai online. Tenho saudades dele.

Satire

How rich people on the television get when they lose millions:



How I get when I lose 1€:

Sátira

Como os ricos da televisão ficam quando perdem milhões:



Como eu fico quando perco 1€:

terça-feira, 23 de abril de 2013

Translations

                Dizendo a Mente is looking for readers who would be willing to translate our posts into other languages. If you would like to help us, contact us either here or on facebook at https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=tn_tnmn. Thank you.

Traduções

                Dizendo a Mente está a procura de leitores que queiram traduzir nossos posts para outras línguas. Se estiver disposto a isso, contacte-nos aqui ou no facebook em https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=tn_tnmn. Obrigado.

Regret and doubt

                "I should have...". That phrase is always accompanied by negative feelings. The regret that I will analise however, is that of not having done something due to fear.
                Once more nature teaches us great lessons. In certain species, when it is mating season, the males will simply approach the females and try to impress them. The difference them and we is that animals aren't shy, they don't get nervous, in fact, they don't even think twice before expressing their interest for members of their own species.


                When rejected they don't get embarrassed or depressed, no, they just continue looking for a mate. Can someone imagine a bird sad and depressed for being rejected, afraid of approaching another female? Of course not. That very thought seems ridiculous doesn't it? If even birds don't fear persisting to look for happiness, why should we?
                Things would be a lot simpler if we imitated them in this aspect. How many times did we let ourselves be paralyzed by doubts such as: "Should I say hello to her? Should I speak to her? Should I call her? Should I tell her what I feel?" However, to use fear as a barrier against pain and disappointment is foolishness, because, after we give into it, doubt and regret are quick to tear us apart.
                So don't be afraid to take chances. A miner works hard and for long until he finds gold, but when he does, he forgets about his pains and is overwhelmed with joy. All his efforts are worth it.


                Remember that the other person may also be afraid, so take the initiative. I once saw a phrase which said: "A man does not exist until his voice is heard", so make your voice be heard. If you are not successfull, remember: If someone doesn't value your feelings, then they don't deserve them.

Arrependimento e dúvida

                "Eu devia ter...". Essa frase é sempre acompanhada por sentimentos negativos. O arrependimento que vou analisar no entanto é o de não se ter feito algo devido ao medo.
                Mais uma vez a natureza dá-nos grandes lições. Em certas espécies, quando é época de acasalamento, os machos simplesmente aproximam-se das fêmeas e tentam impressioná-las. A diferença entre nós é eles é que os animais não são tímidos, não ficam nervosos, na realidade, eles nem sequer pensam duas vezes antes de expressar seu interesse por membros de sua espécie.


                Quando são rejeitados não ficam embaraçados ou deprimidos, não, eles simplesmente continuam a procura de um parceiro. Alguém consegue imaginar um pássaro triste e deprimido por ter sido rejeitado, com medo de abordar outra fêmea? Claro que não. Essa idéia até parece ridícula não é mesmo? Então se até as aves não tem medo de continuar a procura da felicidade, por que haveríamos nós?
                Se os imitássemos nesse aspecto as coisas seriam bem mais simples. Quantas vezes não nos deixamos paralisar por dúvidas tais como: "Devo cumprimentá-la? Devo falar-lhe? Devo ligar-lhe? Devo dizer-lhe o que sinto?" No entanto, usar o medo como uma barreira é tolice, pois, depois de cedermos a ele, a dúvida e o arrependimento são céleres para nos dilacerar.
                Portanto não tenha medo de arriscar. Um mineiro trabalha arduamente por muito tempo até encontrar ouro, mas quando o encontra ele esquece das suas dores e transborda de alegria. Todo o seu esforço valeu a pena.





                Lembre-se que a outra pessoa também pode ter medo, por isso tome a iniciativa. Uma vez vi uma frase que dizia: "Um homem não existe enquanto sua voz não é ouvida", por isso faça sua voz ser ouvida. Caso não seja bem sucedido lembre-se: Se alguém não valoriza seus sentimentos, então também não os merece.

Random question of the day

How many languages do you know?

Pergunta aleatória do dia

Quantos idiomas fala?

Just a little longer

               I'm now on my way to my inspiration nest. New post coming soon.


Só mais um pouco

                Estou agora a caminho do meu ninho de inspiração. Novo post em breve.


segunda-feira, 22 de abril de 2013

Random question of the day

What is your favorite dessert?

Pergunta aleatória do dia

Qual a sua sobremesa favorita?

Conversation on the banks of the Styx

How I wished to travel beyond the horizon,
to arrive at the banks of the river Styx,
to pay the tool to the sinister Charon,
and to hear him ask me in amazement:

"I have been waiting you for long, you are late!
What were you doing to have taken so long?
All this waiting is not of my liking,
a little more and I would have abandoned you!"

"It wasn't my fault, I was a prisoner.
Why would I, o noble ferryman,
want to live amongst the men,
in a world full with pain and agony?"

"Climb on to the boat and let us cross to the other side,
you have a place reserved on the Elysian Fields,
you'll certainly not go unnoticed there,
for you are known for all your torment."

Conversa às margens do Estige

Quem me dera viajar além do horizonte,
às margens do rio Estige poder chegar,
pagar a portagem ao sinistro Caronte,
e ouvi-lo espantado me interrogar:

"A muito te espero, estás atrasado!
O que fazias para teres demorado?
Esta espera toda não é do meu agrado,
um pouco mais e te teria abandonado!"

"Não foi minha culpa, eu era prisioneiro.
Porque haveria eu, ó nobre barqueiro,
de querer entre os homens fixar moradia,
em um mundo cheio de dor e agonia?"

"Sobe à barca e passemos para o outro lado,
nos Campos Elísios tens lugar reservado,
por certo lá não passarás despercebido,
pois por todo teu tormento és tu conhecido."

To live

                Life. According to science, for something to be considered a living being it must be organism that is born, grows, develops the ability to reproduce and dies. That is very accurate when applied to bacterias, plants and animals, but by no means when applied to human beings.
                As opposite to all other forms of life, Men has not only the necessities to eat, drink and be sheltered, but he also needs to feel loved. It is not something that can be neglected, no, it is absolutely indispensable for life. It's possible to survive without love, but not to live without it. What's the difference? Well, to survive it's enough to maintain intact your vital functions, but living implies to enjoy life, to feel alive.


                For human beings it is not enough to occupy space in this world, for even stones do that. We have to feel, not know, that our presence is prized, that our feelings are important.
                No one lives for himself. The world's beauty forces us to have someone to contemplate it with. If we realise that there is no one who wants are love or wants to give theirs to us, we are no more alive than those who sleep in the tombs.
                https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=tn_tnmn

Viver

                Vida. De acordo com a ciência, para algo ser considerado um ser vivo deve ser um organismo que nasce, cresce, desenvolve a capacidade de se reproduzir e morre. Isso está muito correto quando aplicado a bactérias, animais e plantas, mas de forma alguma quando se aplica a seres humanos.
                Ao contrário de todas as outras formas de vida, o Homem tem não só as necessidades de comer, beber e se abrigar, mas ele também precisa se sentir amado. Não é algo que possa ser negligenciado, não, é absolutamente imprescindível para a vida. É possível sobreviver sem amor, mas não é possível viver sem ele. Qual a diferença? Bem, para sobreviver basta manter intactas as funções vitais do corpo, mas viver implica desfrutar a vida, sentir-se vivo.


                Para os seres humanos não basta ocupar espaço nesse mundo, pois isso até as pedras fazem. É preciso sentir, não saber, que nossa presença é prezada, que nossos sentimentos são importantes.
                Ninguém vive para si mesmo. A beleza do universo nos obriga a ter alguém com quem a contemplar. Se virmos que não há ninguém queira o nosso amor ou queira dar o seu amor a nós, não estamos mais vivos do que aqueles dormem nos túmulos.
                https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650?ref=tn_tnmn

domingo, 21 de abril de 2013

Random question of the day

What is your favorite leisure activity?

Pergunta aleatória do dia

Qual a sua atividade de lazer favorita?

Fathers and sons

                I can not help but to feel happy everytime I see a father playing with his son. It's absolutely magical the bond that is created between them. I get mesmerized by this. It is one of the most beautiful ocasions that someone can witness.


                A good father does his utmost to always be loving, understanding, patient, forgiving, suporting, available, etc. Above all a father must be an exemple for his child.
                There is nothing new in this world. Everything that is, was and will be again. We only do what we see being done. Just like speaking and walking, good habits must are things that are learned. Learning however, isn't something that only happens when the individual is tought, but it can also happen by observation. That is why it is vital for a father to be an exemple for his son, for him to demonstrate first hand the qualities that he whishes his son should have.
                If you demonstrate by actions love, kindness, justice, patient, mercy, generosity, moderation and wisdom, it is probable that you children will do the same.

Pais e filhos

                Não consigo deixar de me alegrar cada vez que vejo um pai brincar com seu filho. É absolutamente mágico o laço que é criado entre eles. Fico mesmerizado com isso. É uma das ocasiões mais lindas que uma pessoa pode testemunhar.


                Um bom pai faz o seu máximo para ser sempre amoroso, compreensivo, paciente, perdoador, apoiador, estar disponível, etc. Acima de tudo um pai deve ser um exemplo para seus filhos.
                Não existe nada novo no mundo. Tudo o que é, já foi e voltará a ser. Só fazemos aquilo que vemos ser feito. Tal como a fala e a marcha, os bons hábitos são aprendidos. A aprendizagem no entanto, não é feita só quando o indivíduo é ensinado, mas também pode ser feita através da observação. Por isso que é vital os pais sejam um bom exemplo para seus filhos, que demonstrem em primeira mão as qualidades que seus filhos devem ter.
                Se demonstrar por ações amor, bondade, justiça, paciência, misericórdia, generosidade, moderação e sabedoria, é provavel que seus filhos façam o mesmo.

Matutinal twilight

                When the mind awakes, and the insolent soul search for reasons to jubilate and does not find them, what is left for the mortal man, but to agonize in his bed and see it become a bizarre grave for the living? To feel his flesh rot, his blood become cold and to carry the incommensurable weight of a vain existence while he bears the unending torture of another solar jorney, and to curse the innocent star in his mind for trying to bring happiness to this world, because as she does this, she also renews this futile cicle of life.

Crepúsculo matutino

                Aquando do despertar da mente, quando a alma insolentemente busca razões para jubilar e não as encontra, que resta ao homem mortal fazer, senão agonizar no seu leito e ve-lo transformar-se em bizarra sepultura para os vivos? Sentir sua pele apodrecer, seu sangue esfriar e carregar o peso incomensurável duma existência vã enquanto suporta a tortura interminável de mais uma jornada solar, e amaldiçoar a estrela inocente no seu íntimo por tentar trazer felicidade ao mundo, pois quando o faz, ela também renova esse ciclo fútil da vida.

sábado, 20 de abril de 2013

Facebook page

Now you can also follow Dizendo a Mente on Facebook! Come in and be a part of the fan page, https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650

Página no Facebook

Agora também podem ver Dizendo a Mente no Facebook! Entre e faça parte da fan page, https://www.facebook.com/pages/Dizendo-a-Mente/362170663903650

Random question of the day

Which of these is the best ocasion to meditate?

While taking a bath/shower?
During a meal?
While lying on the bed?


Answer in the form of a commentary.

Pergunta aleatória do dia

Qual destas é a melhor ocasião para meditar?

Durante o banho?
Durante uma refeição?
Deitados na cama?

Responda nos comentários.

Pessimism

                I have always been pessimistic. I don't know why, don't ask me. I always left a little space in my mind reserved to think that things would go bad. "It is better...", I said to myself, "...to expect less and achieve more than to achieve less than what you expected". This way we save ourselves a lot of disappointments.

                I also always thought that the theory that if someone who is depressed has problems it is because they are depressed to be ridiculous. I'm not saying that happiness isn't important. If we can maintain our happiness in the face of difficulties it will be better for us, but to say that the lack of happiness is what causes our problems is not true. There are those who have many problems and yet are happy and those who don't have any problems and are miserable. It is like saying that if a man throws himself from the top of a building and die, that's because he wasn't convicted that he could fly.
                Our success depends mostly on the strengh of will, but you also need to have skill and opportunity, maybe even some help and sometimes also a bit of luck.
                Our thoughs and emotions may or may not be influenced by the things that happen to us, however they do not cause them. If this was so, nobody would be old, poor, sick, alone, dead or depressed.
                I hope you all enjoy this post, but I'm not very optimistic about it...

Pessimismo

                Sempre fui pessimista. Não sei porque, não me perguntem. Sempre deixava um espacinho na minha mente reservado para pensar que as coisas correriam mal. "É melhor...", dizia eu para mim mesmo, "...esperar menos e alcançar mais do que alcançar menos do que esperávamos". Assim poupamos a nós mesmos muitos desapontamentos.

                Também sempre achei ridícula a teoria de que uma pessoa tem problemas porque está deprimida. Não estou dizendo que a alegria não é importante. Se mantivermos nossa alegria face aos problemas será melhor para nós, mas dizer que a falta de alegria é que os causa não é verdade. Há pessoas com muitos problemas que são felizes e outras sem problemas que são infelizes. É como dizer que se alguém se atirar do topo de um edifício e morrer é porque ele não estava convicto de que conseguiria voar.
                Nosso sucesso depende muito sim da vontade de vencer, mas também são necessários habilidade, oportunidade, talvez ajuda e às vezes um pouco de sorte.
                Os nossos pensamentos e emoções podem ou não ser influenciados pelo que nos acontece, mas não são os seus causadores. Se assim fosse, ninguém seria velho, pobre, doente, solitário, morreria ou estaria deprimido.
                Espero que apreciem este post, mas não estou muito otimista acerca disso...

sexta-feira, 19 de abril de 2013

To look back



                To look back. It is like scratching a bug bite. You have an uncontrollable feeling to do so, and when you finally do it, that feeling only increases. It is like if we tried to take a picture of someone with our eyes. Unconsciously we convince ourselves that if we look at them enough times we will form a mental image to which we can return whenever we want to remember them.
                To look back is a compliment. We use a share of our time and attention solely and exclusively to marvel at someone's sight.
                To look back is an art. It has to be done with graciousness e dexterity so as to not ruin the moment, especially if we are lucky enough for our look to be responded. One can even express the love it feels for someone else by looking back.
                

                To look back is a game. The rules are: wait a few seconds after passing by the person, look only a few times, only for a few seconds. We all know, however, that very often we don't play by the rules.
                To look back is a mistery. We never know if the other person look back as well, unless if we see them doing it. Still, some doubts remain in the air. For how long was she looking at me? How many times did she look? Why did she do it?

                Well, that was the subject of the day, I hope you all enjoyed it. Feel free to send me messages if you want, I'll do all I can to answer you all. You can also sugest subjects for future posts.

                 How about you? Have you look back today? Did the other person looked back also? Maybe they did, perhaps even before you, perhaps more often, for longer, and you'll never know...


Olhar para trás

 

                Olhar para trás. É como coçar uma picada de um inseto. Sentimos uma vontade incontrolável de o fazer e quando por fim o fazemos, a vontade só aumenta. É como se tentássemos tirar uma foto da pessoa com os nossos olhos. Inconscientemente nos convencemos de que se a olharmos vezes o suficiente, formaremos uma imagem mental a qual podemos recorrer sempre que queiramos recordar a tal pessoa.
                Olhar para trás é um elogio. Usamos uma porção do nosso tempo e da nossa atenção única e exclusivamente para nos maravilharmos com a imagem de alguém.
                Olhar para trás é uma arte. Há que ser feita com graciosidade e destreza para não estragar o momento, principalmente se para a nossa sorte o olhar for correspondido. Pode-se até mesmo expressar o amor que sentimos por outra pessoa por olhar para trás.

 

                Olhar para trás é um jogo. As regras são: espere alguns segundos após passar pela pessoa, olhe poucas vezes, por poucos segundos. No entanto, sabemos muito bem que muitas vezes não seguimos as regras.
                Olhar para trás é um mistério. Nunca sabemos se a outra pessoa também olhou, a não ser que a vejamos fazer isso. Ainda assim, ficam outras dúvidas no ar. A quanto tempo ela me olhava? Quantas vezes olhou? Por que?

                Bem, esse foi o tema de hoje, espero que tenham gostado. Se quiserem mandar-me mensagens sintam-se à vontade, farei os possíveis para responder-vos a todos. Também podem sugerir temas para posts futuros.

                E você? Já olhou para trás hoje? A outra pessoa também olhou? Quem sabe? Talvez ela o tenha feito, talvez até mesmo antes que você, talvez mais vezes, por mais tempo, e você nunca ficará sabendo...

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Introdução

              
                Dizendo a Mente será um blog no qual farei reflexões sobre assuntos aleatórios do meu dia-a-dia, contarei relatos e experiências, etc. De forma alguma serão discutidos assuntos como religião, política, futebol, nacionalismo, entre outros assuntos controversos. Que a vossa leitura seja agradável :)
                Post inaugural em breve...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...